Melasma, como tratar de forma natural

Os melasmas, conhecidos popularmente como manchas na pele, incomodam muitas pessoas que se preocupam com a aparência estética. Essa condição, afeta com maior frequência mulheres – estudos apontaram que 90% das pessoas que possuem essas manchas escuras são mulheres. O local em que elas geralmente se desenvolvem é, justamente, na região da face.


O que é melasma?


A principal dúvida quando se fala em melasma é: o que ela é? O melasma é uma condição crônica e recorrente em que a pele sofre com hiperpigmentação. Esse transtorno, que acontece por causa de uma super produção da proteína que garante a cor da pele – a famosa melanina, acaba por causar manchas as manchas que podem ser da cor castanho-escuras ou marrom-acinzentadas. Os fatores que causam o aparecimento das manchas ainda não são totalmente claros. O que se sabe é que a exposição a raios ultravioletas estimulam a atividade das células que produzem a melanina e a melanose. Outros fatores que podem causar a formação são alterações hormonais ou, até mesmo, o uso de certos cosméticos que possuem substâncias tóxicas que podem sensibilizar a área. Assim, por ser um transtorno dermatológico estético, sem estar relacionado a problemas de saúde, não há sintomas que indiquem que a pessoa possua essa condição. Os primeiros sinais são, justamente, o aparecimento das manchas escuras, planas e sem crostas.


Tipos de melasma


Com formatos, intensidades e cores diferentes, há três tipos de melasma: epidérmico, dérmico e misto. Por conta dessas variações, muitas pessoas podem confundí-los, mas nós te explicamos as diferenças entre eles:


  • Melasma epidérmico:

Acontece quando o melasma atinge a primeira a camada da pele. Nesses casos, as manchas não são profundas, sendo mais fáceis de tratar.

  • Melasma dérmico:

Por sua vez, o melasma dérmico é muito difícil de tratar, pois a produção e formação da melanina ocorre numa camada mais profunda da pele, a derme, que fica entre a epiderme (primeira camada) e a hipoderme (camada ou conjunto de camadas celulares abaixo da derme).

  • Melasma misto:

Já o melasma misto, como o nome sugere, acontece quando as manchas escuras afetam as camadas mais superficiais da pele e, também, as mais profundas. Agora que você já sabe o que é e conhece os tipos de melasma, quer saber sobre os tratamentos possíveis para diminuir as manchas na pele?


Melasma tem cura?


Se você desenvolveu essas manchas na pele e está buscando uma forma de curar melasma, é importante saber que não há cura para essa condição, mas sim formas de amenizar as tonalidades. Em alguns casos, como na gravidez, as manchas escuras na pele acabam por sumir sozinhas, mas em outros, é necessário o tratamento específico.


Quando as manchas começam a aparecer na pele, o primeiro passo é identificar o agente causador. Em muitos casos, os hormônios são os desencadeantes e por isso é preciso ficar atento ao tipo de remédio que irá fazer uso para não agravar a situação. Afinal, há vários medicamentos que são fabricados com base em hormônios artificiais. Nesses casos, os melhores tratamentos para o melasma são realizados por meio da Aromaterapia. Há estudos que comprovam a eficácia dos Óleos Essenciais, tanto no clareamento quanto no fortalecimento e cicatrização da pele. A aromaterapia é um tratamento natural e, dessa forma, não inclui hormônios em sua composição. Ela tem como base a utilização e aplicação dos Óleos Essenciais que possuem vários benefícios tanto psicológicos quanto físicos aos que fazem o uso. Para que você saiba como os Óleos Essenciais podem auxiliar no tratamento do melasma, listei cada um dos tipos que são mais efetivos na diminuição e combate ao aparecimento de novas manchas escuras na sua pele.


Óleo que tira manchas do rosto

Para quem está em busca de uma forma natural para clarear o melasma, um ótimo Óleo Essencial clareador de manchas é o Vetiver. E, além de ser uma solução para diminuir a intensidade das manchas, ele ajuda no tratamento de rugas, cicatrização, fortalecimento do tônus e equilíbrio da pele. Vale a pena experimentar!!!


  • Óleo de Copaíba para melasma

Da mesma forma que o Vetiver, o Óleo Essencial de Copaíba é uma ótima alternativa para o tratamento do melasma. Sua eficácia é tão grande que já foi comprovada cientificamente como um Óleo Essencial clareador de manchas escuras na pele, afinal, é rico no princípio ativo chamado beta-cariofileno.

  • Óleo de Melaleuca para melasma

Por ter em sua composição o terpinen-4-ol, o Óleo Essencial Melaleuca é ótimo para as manchas na pele. Isso porque a substância auxilia na remoção de acnes e na diminuição e clareamento de melasmas. O efeito desse produto é tão bom, que pode ser notado logo no início do tratamento natural, principalmente em pessoas que possuem a pele mais sensível.


  • Óleo de Olíbano (Frankincense) para manchas na pele

Entre os Óleos Essenciais mais usados, por diferentes povos ao longo dos anos, está o Olíbano. Ele alivia o estresse, relaxa e diminui a tensão corporal. Porém, os benefícios desse produto não param por aí. O Olíbano também é um ótimo aliado no tratamento de manchas na pele! O tratamento com esse óleo é muito eficaz pois ele possui antioxidantes em sua composição, que atuam contra os radicais livres e combatem o envelhecimento precoce. Além disso, ele atua contra as inflamações, diminuindo as chances do surgimento de manchas na pele.


  • Óleo de Rosa Mosqueta tira manchas de melasma

Extraída das sementes da fruta selvagem, o Óleo Vegetal de Rosa Mosqueta, também, é uma ótima opção a ser inclusa na tratamento com Aromaterapia. Isso, porque, ele hidrata a pele, possui propriedades que combatem o envelhecimento precoce, ajuda na cicatrização de feridas, é antibacteriano e pode ajudar a reduzir a forte tonalidade das manchas escuras da pele.


Formulação para tratar melasma:


  • 30ml de Óleo vegetal de rosa mosqueta

  • 5 gotas OE Vetiver

  • 5 gotas OE Copaíba

  • 5 gotas OE Frankincense (olíbano)

  • 5 gotas de OE de Melaleuca

  • Espalhar 3 a 5 gotas dessa mistura no rosto com a pele limpa, usar todos os dias a noite até melhoria palpável. Muitas pessoas tratam as melasmas por anos e anos com dermatologistas e não conseguem resultados satisfatórios. Usar os óleos essenciais integrando mudanças alimentares e emocionais gera resultados fantásticos!

Grande abraço e até o próximo post!


8 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo