A Beleza de Dentro para Fora

Atualizado: Abr 20


O equilíbrio entre o bem-estar físico e mental, assim como o hábito de uma boa alimentação, reflete-se no nosso corpo todo.


A busca desenfreada pela boa forma e pela beleza vem, no entanto, tirando o foco da verdadeira importância para o nosso corpo de uma alimentação equilibrada, já que é dela que suprimos as necessidades nutricionais da pele, unhas e cabelos e de todo o corpo.


Somos uma tríade: corpo, mente e espírito. A harmonia destes três elementos é o que rege nossa jornada.


Quando isso não acontece de forma adequada, surgem as deficiências. Diversos estudos já mostraram e comprovaram que maus hábitos alimentares, com deficiências nutricionais e excesso de gordura saturada, carboidratos simples e sódio, estresse, não aceitação de alguma parte do nosso corpo, podem causar diversas alterações estéticas.

Todos nós temos nossas frustrações, mas o importante é dar a volta por cima e saber que quem lida com elas de forma racional vive um pouco mais feliz.



Seguem algumas dicas importantes para quem deseja cuidar-se por inteiro:


1 – Aprender a planejar

A tensão constante é extremamente prejudicial à saúde. Ela afeta o funcionamento do sistema nervoso, hormonal e imunológico. Uma boa maneira de controlar essas reações é não deixar todos os compromissos para a última hora. Acostume-se a anotar suas pendências em uma lista.


2 – Fracionar a dieta

Comer mais vezes ao dia e optar por porções menores é um jeito inteligente de manter o peso estável. Os jejuns prolongados desencadeiam uma fome tão intensa que é fácil se exceder nas refeições. Quando dividimos a nossa alimentação diária em cinco ou seis refeições, também estamos dando uma forcinha ao processo de digestão e ao intestino, evitando sobrecargas.


3 – Aproveitar o contato com a natureza

Sinta o cheiro da grama molhada, escute os pássaros, sente-se na sombra de uma árvore… Pratique essa terapia sempre que possível, já que ela é altamente relaxante. A vegetação transfere umidade ao ar e, portanto, o ambiente fica ionizado negativamente. Isso provoca uma reação química no organismo, gerando uma sensação de muita calma. As atividades ao ar livre também contribuem para recuperação de pacientes: Quando observam a natureza, eles tiram a atenção da doença.


4 – Levantar peso

A ideia não é apenas ficar forte. Um dos principais benefícios é o aumento da densidade óssea, auxiliando na prevenção da osteoporose e na reversão da sarcopenia (diminuição no número de sarcômero, a unidade do músculo esquelético). Isso evita a incapacidade funcional, muito comum em idades avançadas.


5 – Celebrar a vida

Não espere algo de extraordinário acontecer, mas acostume-se a comemorar as pequenas vitórias. Festeje tudo e todos.


6 – Cultivar a sua fé

A religião empresta sentido às buscas e conquistas do ser humano, dá uma nova dimensão às vitórias e também às perdas. Além disso, orienta e ajuda as pessoas a tomar decisões difíceis.


7 – Ter atitudes positivas

As emoções fazem parte daquilo que somos e, portanto, são capazes de provocar reações físicas muito claras. As positivas curam e determinam uma maior e melhor qualidade de vida.


8 – Desacelerar o ritmo

Se você não cria um tempo para estar bem, terá que ter tempo para se cuidar quando ficar doente. O primeiro estágio do estresse é a fase de alerta. Ele nos permite realizar muitas tarefas em pouco tempo e aí nos sentimos bem. Porém, quando persistimos na tensão, o organismo entra em fadiga.


9 – Desfrutar do sol

Sentir na pele o calor dos raios solares não é somente uma receita para adquirir disposição e ânimo. Com cerca de 15 minutos de exposição, oferecemos ao corpo algo que só o sol pode dar: a energia necessária para a síntese de vitamina D. O composto é importantíssimo na fixação de cálcio no organismo, prevenindo a osteoporose, além de fortalecer o sistema imunológico.


10 – Praticar sexo com prazer

A atividade sexual ajuda a aliviar as tensões, já que, durante a relação, ocorre a liberação de endorfinas, substâncias que melhoram o humor. O sexo ainda faz bem para a circulação. Por fim, vale como um excelente exercício e ajuda a reforçar vínculos de afeto.


11 – Perdoar mais

Para envelhecer bem, é preciso olhar para a nossa trajetória de vida aceitando os erros cometidos e desculpando-se por eles. Da mesma forma, é interessante perdoar aos outros, percebendo que não fomos apenas vítimas. Perdoar é retirar objetos pesados de uma mochila que carregamos.


12 – Criar um tempo para a família

A união e o apoio mútuo entre cônjuges, pais e filhos precisam certo investimento de tempo e atenção. Mas como encontrar períodos livres para dedicar a essas pessoas todo o carinho que merecem? Vale programar um jogo que possam fazer juntos, que permita confraternizar e trocar idéias.


Seremos amanhã o que vivemos, fazemos e comemos hoje!
9 visualizações

©2018 by Florais de Bach Online